O que você deseja encontrar?

Aqui tem tudo o que você procura em um só lugar!

PORTAL CONCÓRDIA - O Portal da Cidade de Concórdia - SC
:( ops! não encontramos o que você buscou.

MATÉRIA

Leia a matéria abaixo, e aproveite para imprimir ou enviar para um amigo.

Compartilhe:
Conheça o Essencialismo, técnica de produtividade que ajuda a tomar decisões e otimizar o tempo
ESSENCIALISMO

O que acham que é:
Uma prática espiritual.

O que realmente é:
Essencialismo é um método sistemático para entender quais tarefas (pessoais ou profissionais) precisam, de fato, ser feitas e quais podem ser eliminadas, tornando a execução mais produtiva, objetiva e leve. De acordo com Mônica Moreira, coach profissional e especialista em Essencialismo, o método ajuda na organização e identificação mental, física e comportamental de tudo o que possa estar roubando o tempo e a energia de uma pessoa. “Não se trata apenas de identificar e cumprir ações mas, a partir do autoconhecimento, aprender a validar ‘bom’ versus ‘essencial’.”

O contexto no qual o Essencialismo trabalha é o atual: excesso de informação, opiniões, ofertas, escolhas, caminhos, tarefas. A ideia não é classificar esses pontos como bons ou ruins, mas fazer escolhas baseadas no entendimento de que não é possível fazer tudo, muito menos bem feito. Dessa forma, o Essencialismo visa eliminar não somente atividades mas também angústias.

Master coach, especialista em Essencialismo e fundador e diretor do Instituto Aware, João Gabriel Mattos diz que uma das práticas de aplicação do Essencialismo é a elaboração de uma lista de atividades da semana, com três categorias: urgentes, essenciais e resto. “A partir daí fazemos a seguinte reflexão: urgentes são atividades essenciais que não foram executadas em seu devido tempo e agora precisam ser prioritárias. As atividades essenciais são aquelas que contribuem para que eu alcance meu objetivo, o que não posso ficar sem neste período. Resto é aquilo que não se encaixa em nenhuma das duas outras categorias.”

Em uma entrevista em 2015, publicada na página da Endeavor, o criador do método Greg McKeown disse que para chegar ao entendimento do que é essencial é preciso revisar toda a vida, desde o início. “Pensar com uma perspectiva longa, tanto na direção do passado quanto do futuro é o segredo para perceber o que é essencial. Esse distanciamento do olhar é o que está por trás do pensamento do essencialista. Quem não tem essa mentalidade está apenas reagindo ao próximo e-mail que recebe, respondendo à agenda das outras pessoas”, diz.

Quem inventou:
O consultor de negócios e escritor inglês Greg McKeown, no livro Essentialism: The Disciplined Pursuit of Less, também publicado no Brasil como Essencialismo: A Disciplinada Busca por Menos. O livro fez com que o inglês entrasse para a lista de autores mais lidos do New York Times em 2015. Alguns anos antes, McKeown foi eleito um dos Young Global Leaders pelo Fórum Econômico Mundial.

Quando foi inventado:
Em 2014, ano do lançamento do livro em inglês. A lista do NYT é de 2015 e o Fórum Econômico Mundial é de 2012.

Para que serve:
Aumento da produtividade e alívio do estresse em relação ao excesso de tarefas. Segundo Mattos, o essencialista, ou seja, quem aplica o Essencialismo na própria vida, irá ter resultados mais alinhados com seus objetivos, além de sentir que tem controle sobre o que faz. “Isso porque o método potencializa a competência de fazer escolhas”, afirma.

Moreira diz que a aplicação do método gera um novo diálogo interno que tira as pessoas do nível da indecisão de maneira mais consistente: “A consequência é um empoderamento diante de suas escolhas e a possibilidade de viver momentos de ócio sem culpas ou cobranças”.

Quem usa:
O método pode ser utilizado por qualquer pessoa, tanto na vida pessoal como profissional. Moreira diz que o Essencialismo se aplica a pessoas com dificuldades de fazer escolhas, que não sabem dizer “não”, com baixa autonomia, com um nível de autocobrança elevado ou que não tenham clareza sobre seu propósito. “Aplica-se também às organizações que desejam melhorar o engajamento de pessoas”, diz.

Efeitos colaterais:
Não há.

Quem é contra:
Não há.

Para saber mais:
Leia, no site da Endeavor, Essencialismo: Quer ser bem-sucedido? Faça menos!. É uma entrevista feita com Greg McKeown em 2015 por uma jornalista da Exame.

Leia, na Forbes, The Art Of Essentialism. A autora conta que desde que assistiu à palestra de Greg McKeown no SxSW (em 2014) quis escrever um texto sobre seu trabalho. Talvez por isso tenha quatro páginas (cheias de dicas práticas).


Fonte: https://www.napratica.org.br/ - Este artigo foi originalmente publicado em DRAFT



Deixe seu comentário para a matéria

"Conheça o Essencialismo, técnica de produtividade que ajuda a tomar decisões e otimizar o tempo"

  seu email não será publicado.
caracteres restantes.




ÚLTIMAS MATÉRIAS









SHOPPING


a partir de
R$ 60,00
Cris Perotti | Fisioterapia Dermato-Funcional e...

Cris Perotti | Fisioterapia Dermato-Funcional e...

a partir de
R$ 1.699,00
Ideia Good - Soluções Web e Publicidade On-line

a partir de
R$ 20,00
Con Animal - Sociedade Concordiense de Ajuda e...

a partir de
R$ 19,50
Kobacafé | Lanchonete, Pizzaria e Restaurante

a partir de
R$ 195,00
Ideia Good - Soluções Web e Publicidade On-line

a partir de
R$ 600,00
Ideia Good - Soluções Web e Publicidade On-line

a partir de
R$ 140,00
CCAA | Escola de Idiomas